Follow by Email

domingo, 24 de julho de 2016

contemporaneas: problemas ...

contemporaneas: problemas ...: “ Quando se tem um problema a ser resolvido tem-se um problema a ser resolvido. Quando ao problema a ser resolvido se acrescentam lamúri...

problemas ...

“ Quando se tem um problema a ser resolvido tem-se um problema a ser resolvido. Quando ao problema a ser resolvido se acrescentam lamúrias e lamentações tem-se dois...”  Rubem Alves na obra  Ostra feliz não faz pérola.

 

Tempo ... virgínia vicamf,vic
Saber administrar o próprio tempo é mais uma questão de postura
diante à vida do que de ciência. Pessoas ativas mesmo tendo tomado
uma decisão errada são eficientes ao perceber o equívoco e rápidas
em avaliar a situação assim como  em corrigir o problema, desta
forma não deixam que  problemas se acumulem.
Pessoas perfeccionistas geralmente tendem à passividade e assim
acumulam problemas o que é um fator decisivo na qualidade da 
administração do tempo. Já pessoas ativas arriscam, ousam e não
deixam os problemas acumularem-se ao ponto de não mais
conseguirem  traçar prioridades.
A exagerada aposta em visões de "mundo" baseadas em métodos
acadêmicos, não raramente, geram morosidade em solucionar
problemas.
Algumas mães suficientemente boas além cuidar sabem educar
os filhos e  administrar suficientemente bem  o lar, porque sabem 
delegar, distribuir tarefas e tomam decisões rápidas
quando necessário. Também sabem traçar prioridades. Agumas sem 
qualquer preparo acadêmico, por vezes, surpreendem 
positivamente no tocante à administração do tempo e prioridades.  
Agem por instinto, são fortes emocionalmente. 
Outras ainda sem curso superior, preparo técnico saem-se muito
 bem quando 
a vida lhes impõe a  tarefa de ocupar um cargo de responsabilidade
em uma empresa. Também boas mãe e donas de casa , quando
da vida empresarial são bastante eficientes pois  sabem que não 
podem deixar os problemas acumularem tampouco deixá-los  sem 
solução por tempo demasiado.
Na esfera jurídica quanto na de pessoas físicas podemos
observar que foi justamente a morosidade em resolver
problemas a caussa do acúmulo destes, e falta de  traçar
prioridades que as levam a  falência ou seja, no momento
em que um  profissional for contratado para apagar  o que
tornou-se um verdadeiro “ incêndio”, este pouco ou às
vezes  nada podem fazer além de juntar as cinzas... 
abraço e votos de boa sorte neste finalzinho de ano em
que diferenciar prioridades é essencial para concluir
metas e estar aberto para traçar novos objetivos.

virgínia..

sto. agostinho

"Um homem bom é livre, mesmo quando é escravo. Um homem mau é escravo, mesmo quando é rei. Não serve a outros homens mas a seus caprichos. Tem tantos senhores quantos vícios. 
Quando começas a detestar-te pelo pecado que Deus detesta em ti, começas a amar a Deus como és." 

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Solitude



Solitude  *Virgínia vicamf

  tive muito medo de
decepcionar as pessoas
que prezo, mas este foi
superado pela percepção
de que sou única, uma
diferença e esta me
condena a liberdade e
aos meus próprios devires .
O caminho pode ser solitário,
perigoso, encantador, por
vezes íngreme e árido,
entretanto
é tudo que posso chamar
de meu
 ...http://www.recantodasletras.com.br/frases/3678856
 



 
 

Oceanar-se ...

 
 
 
ilustração -   Matthew Cornell , pintor norte-americano contemporâneo. "Não há nenhum outro artista que pode pintar oceanos com tal precisão realista”
Blog
 

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Marrakech

Caríssimo escritor A.Augusto Bandeira  um privilégio ler-te, adorei reler esta cônica sobre Marrocos, sem dúvida é palco de " revivermos" nossas fantasias que preenchem mais de "Mil e uma noites" um lugar que vale a pena voltar...apesar de alguns dizerem que o bom viajante n. retorna ao mesmo destino...
meu aprêço, agradecimento e carinho tua leitora e amiga
 virgínia vicamf  (  espero que gostes da ilustração) sds literárias
 
 
Crônica de Antonio Augusto Bandeira ( Porto Alegre RS BR)
Estamos em Marrakech, a cidade cor de rosa. Todos edifícios e casas pintadas de cor de rosa, explicação que ouvíamos em virtude do Monte Atlas, neve eterna no cume e o deserto, foi escolhida a melhor cor para os olhos.
À noite fomos a tão falada e esperada festa fantasia que outros andantes nos haviam recomendado aqui na santa terrinha.
Naturalmente as pessoas que me conhecem, sabem que uma das minhas muitas virtudes é ser modesto. Todavia tenho que reconhecer que estava bonito para caramba.Com aquela vestimenta árabe, com capuz e tudo, chinelinho e uma espécie de touca vermelha na cabeça, cigarrinho na boca, beleza pura.
Fomos de ônibus para o deserto.Recebidos por cavaleiros árabes, dançarinas, tendas estilo mil e uma noite de filmes coloridos, jantar maravilhosos com excelente vinho marroquino que só os turistas bebem, pois o Corão proíbe bebida alcoólica, tudo para encher os olhos de inglês e muito mais brasileiros do sul. Foi divertido.As dançarinas faziam movimentos sensuais e derrubavam os turistas dançando em cima deles, Faziam sons estranhos com a língua. Uns blá, blá...Só vendo, pois dica difícil transcrever.
No final todos fomos para um picadeiro assistir cavaleiros árabes fazerem proezas com os cavalos.Os caras, com os cavalos a todas, ficavam esticados como corpo de fora, pendurados no estribo por um pé só.Terra-cavalo. Loucuras. Nos encerramentos os cavaleiros vieram em direção aos turistas e derem uma descarga de pólvora seca.
Uma senhora festa!
Na volta estávamos todos alegres. A festa, o vinho, as danças, os cavalos, o deserto e as tendas davam uma sensação de encantamento.
No ônibus, com soí acontecer, os pouco brasileiros ficaram na parte do fundo.Na cozinha.Na frente iam os argentinos, os canadenses, os australianos, os espanhóis e o guia acompanhante marroquino. A noite estava agradável e quente.
O guia e o sujeito tinha boa voz, começou a cantar. Músicas francesas, americanas, tangos argentinos, sambas brasileiros. E todos cantavam juntos. Só que depois dos sambas, a “cozinha” dos brasileiros começou a puxar musicas de carnaval. E assim foi que em plena Marrakesch , se ouvia:
“Allah, Allah, meu bom Allah, mande água para iaia, mande água para ioio, Allah, Allah, mas que calor, oooooo...”.
( do livro Crônicas em Folhas Brancas)

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Bom dia poéticamente ...31 08 012



 


"oceano' imaginário
entre as brumas
meus olhos navegam
e a copa dos montes 
ilhas queridas contemplo
ah! o mar está em tudo
lugar ...



Fotos  amanhecer 06:30 H. 31 08 012 Nhamburgo RS BR vista para o norte Morro do Chapéu (Sapucaia do Sul)
Hoje a Lua entra em sua fase CHEIA  ,  

o amanhecer mostra o dia como a infância o homem...então...parece-me que teremos  grande espetáculo!
 abraços a todos , virgínia  vicamf  http://www.facebook.com/virginiavica

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Regener´ação


      Regener´ação  * Virgínia vicamf

Voar é magnífico...! “Correr é arriscar-se”- dizia meu pai...
Ao entardecer o sol apressa-se a esconder-se

As cores empalidecem e sugerem;
Aquieta-te, silencie, escute, desacelere corpo e mente
Medite, comungue  “Re pouse”! * Virgínia vicamf

Foto do amigo Fiapo Carlos Araujo de Novo Hamburgo RS BR

 Local da paisagem  Sarandi RS BR

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Solitude - * virgínia além mar poetinha

Solitude -  * virgínia além mar poetinha

 

Já tive muito medo de decepcionar as pessoas que prezava, mas este foi menor que a percepção de que era uma diferença e esta me condenava a liberdade do devir. O caminho é solitário, perigoso, por vezes íngreme e árido, entretanto é tudo que posso chamar de meu ...




afetuosamente virgínia
vicamf  EBooks